Haddad diz que vai até enfermaria para debater com Bolsonaro

Quarta - 10/10/2018 - 12h30
Foto: Reprodução

O candidato Fernando Haddad (PT) respondeu rápido à notícia de que os médicos não liberaram Jair Bolsonaro (PSL) para fazer campanha e participar do primeiro debate presidencial. O petista afirmou que, “se for preciso”, vai “até uma enfermaria” para apresentar as “diferenças entre projetos”. “Vamos fazer uma campanha propositiva e demarcar as diferenças entre projetos. Agora, meu adversário precisa participar dos debates. Eu estou disposto a ir até uma enfermaria se for preciso para debater o Brasil. Ninguém pode ser eleito sem apresentar as suas propostas ao povo”, escreveu Haddad em post no Twitter. 

O debate na TV Band está marcado para esta quinta-feira (11), entre os candidatos à presidência do PT e do PSL. No entanto, a assessoria da legenda do presidenciável Jair Bolsonaro confirmou que ela não irá participar. De acordo com o médico cardiologista Leandro Echenique, Bolsonaro perdeu “’15 quilos de massa muscular” e “ainda está fraco”, desde que foi internado e passou por cirurgia após ser alvo de um ataque durante ato em Juiz de Fora, Minas Gerais.