BUSCA PELA CATEGORIA "Polícia"

05 Outubro 2017 - 17:49

PM prende dupla armada suspeita de assaltos na zona rural de Maraú

Foto: Barra Grande News

A polícia Militar de Maraú prendeu na quarta-feira (04) dois indivíduos por suspeita de estarem praticando assaltos na zona rural do município. Foram presos, Cosme Santos de Matos, 25, e Miguel Pinheiro Sena Filho, 23. Com a dupla, a PM aprendeu dois revolveres de calibres 38, devidamente municiados. Segundo informou o delegado titular de Maraú, Drº Marcos Larocca, ao blog Barra Grande News, os dois homens são da cidade de Camamu, tem ligação com o tráfico de drogas e estavam no município com o intuito de roubar motocicletas. Ambos foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

04 Outubro 2017 - 15:00

Porto Seguro: Polícia prende dupla acusada de cometer diversos assassinatos

Foto: Divulgação

Dois homens suspeitos de integrar quadrilha que cometeu homicídios na região de Porto Seguro foram presos na quarta-feira (27). Identificados como Wesley Luiz Nascimento Silva, o Diamante e Ronielson Monteiro Alcântara, o Roni, eles foram encontrados por policiais da Delegacia Territorial local durante uma operação realizada para cumprimento de mandados. Os dois são acusados de homicídio e associação para tráfico e teriam se envolvido na morte de Patrick Silveira Pereira, de 19 anos, Gustavo Terra Pereira, 17, Gabriel Gomes Silva, 21 e de Bruno Pereira da Silva, 29.  “Ambos são traficantes e têm fama de serem violentos”, disse o delegado Marcelo Paiva. Segundo ele, Ronielson ficou preso em 2014, mas voltou a cometer crimes na região quando solto. “Roni é conhecido pelos moradores do Bairro Mirante e muito temido pela população, pois costuma intimidar as pessoas”, explicou. A dupla será encaminhada para o sistema prisional.

03 Outubro 2017 - 08:44

Policial militar agredida verbalmente por Kannário processa o cantor e vereador por calúnia

Foto: Reprodução

A policial militar, Tainá Gomes, 28 anos, agredida verbalmente pelo vereador de Salvador e cantor de Igor Kannário (PHS), durante a micareta de Feira de Santana, em 21 de maio, processou o autoproclamado ”Princípe do Gueto” por calúnia. O processo foi distribuído na última segunda-feira (2) na 16ª Vara Criminal de Salvador e segue a rito, segundo o site Bocão News. Se for condenado, Kannário pode perder o mandato e ficar inelegível. Ele faz planos de ser candidato a deputado no próximo ano na base de ACM Neto (DEM).

Relembre o caso:

No depoimento, a policial conta como tudo ocorreu: ”No domingo dia 21/05/2017, percorri cerca de 120 quilômetros para trabalhar na Cidade de Feira de Santana, especificamente na Micareta de Feira, tudo ocorria conforme esperado, sendo utilizado todas a técnicas por mim apreendidas para permitir que a festa ocorresse em paz, dirimindo com a utilização da força necessária as desordens provenientes daqueles descompromissados com a corrente do bem e ordem pública. Em um certo momento, onde me encontrava em patrulha ao lado do trio do cantor e vereador Igor Kanário ocorreu um tumulto, onde foi necessário intervir em uma rixa (um estado e hostilidade entre pessoas), uma desordem da qual foi necessária a utilização da força para proteger aqueles que ali estavam”.

A PFEM ainda disse se sentir humilhada com a situação.”Fiquei barbarizada com discurso dele, pois o que ele disse que falei (que vai ter que provar) não faz parte do meu vocabulário, me sentir humilhada como policial, como Cristã e como Mulher, que venci preconceitos para chegar até onde me encontro. Ingressei na carreira Policial Militar não foi para ocupar um cargo público e sim por idealismo, continuarei servindo com honra e com garbo a população baiana, nós mulheres somos o que nós queremos, temos competência para isto,  jamais esquecerei aquela situação vexatória na qual fui violentada moralmente sem direito de defesa e contraditório, mais grave as palavras afrontaram toda corporação”.

Leia a carta na íntegra:

Me chamo Tainá Gomes, tenho 28 anos, estudante de direito e policial militar do Estado da Bahia, mulher e guerreira que jurou garantir a segurança de todos, sem distinção de cor, credo, raça ou procedência social, destaco que mesmo com o custo da própria vida em uma sociedade cada dia mais violenta onde a imprensa noticia quase diuturnamente a morte de policiais militares.  Uma escolha que não me trás nenhuma desonra , a pátria amada verá que uma filha sua não foge a luta.

No domingo dia 21/05/2017 ,  percorri cerca de 120 quilômetros para trabalhar na Cidade de Feira de Santana, especificamente na Micareta de Feira , tudo ocorria conforme esperado, sendo utilizado todas a técnicas por mim apreendidas para permitir que a festa ocorresse em paz, dirimindo com a utilização da força necessária as desordens provenientes daqueles descompromissados com a corrente do bem e ordem pública.

Em um certo momento , onde me encontrava em patrulha ao lado do trio do cantor e vereador Igor Kanário ocorreu um tumulto, onde foi necessário intervir em uma rixa ( um estado e hostilidade entre pessoas ), uma desordem da qual foi necessária a utilização da força para proteger aqueles que ali estavam apenas com animus jocandir ( intenção de brincar ) daqueles que tinham em seu ímpeto  o animus Iaedendi ( intenção de ferir ) ,garantindo a volta de muitos pais e mães de famílias aos seus lares.

Neste momento o Vereador , Igor Kanário, de cima de seu trio fez sinal de negação com a cabeça e repreendeu a minha patrulha, momento que  me antecipei a ele informando que estávamos fazendo o nosso trabalho  e  solicitando  respeito. Apesar da minha voz sair inaudível por conta do barulho do trio elétrico, o mesmo então iniciou seu discurso, uma verdadeira depredação pública , questionando quem era eu, que era apenas uma soldado da policia militar, que em nada mandava, que nem oficialato possuía,  fazendo gestos obscenos e incitando toda a população que o seguia contra mim, que me sentir naquele momento impotente.

Fiquei barbarizada com discurso dele, pois o que ele disse que falei ( que vai ter que provar ) não faz parte do meu vocabulário, me sentir humilhada como policial, como Cristã  e como Mulher , que venci preconceitos para chegar até onde me encontro. Ingressei na carreira Policial Militar não foi para ocupar um cargo público e sim por idealismo, continuarei servindo com honra e com garbo a população baiana, nós mulheres somos o que nós queremos, temos competência para isto,  jamais esquecerei aquela situação vexatória na qual fui violentada moralmente sem direito de defesa e contraditório, mais grave as palavras afrontaram toda corporação.

Sempre pedi tanto a Deus e todos as vezes que visto essa farda agradeço a Ele pela oportunidade de fazer aquilo que gosto, participei de um certame bastante concorrido, não foi fácil , esperava apenas  respeito, saliento que  nunca imaginei sofrer tamanho assédio moral  em pleno exercício da função (de serviço). Toda vez que for preciso o uso progressivo da força para manter a minha integridade  e a ordem pública eu o farei, sou profissional de segurança pública, técnica, fui instruída da melhor forma por aqueles e aquelas que acreditam nesta corrente do bem.

No dia seguinte ao saber do ocorrido vários amigos e colegas entraram em contato comigo para saber o que realmente aconteceu afirmando que não conseguiam me imaginar falando o que ele afirmou que eu disse. Quem acusa tem ônus de provar, minhas atitudes eu respondo, de cabeça erguida e sei bem de minha boa educação. Para completar a assessoria do cantor postou uma nota de “esclarecimento” me imputando mais uma acusação: de fazer gesto obscenos pra ele.

Talvez Vereador,  se o Srº tivesse frequentado palestras instrutivas sobre legislação, conduta e ética, que são ministradas para todos o que assumem tal posição, no início de seus mandatos, saberia que    não possui imunidade parlamentar , seus ‘‘benefícios’’ se limitam somente ao âmbito interno.

É nesta ordem que escrevo lamentando a postura deste Parlamentar e pedindo providências para que posturas como estas não seja encorajada, peço atenção ao Ministério Público este que tem salvaguardado nossa nação.

As providências serão tomadas e todos aqueles que tentarem intervir na contra mão da lei serão em igual grau expostos.

SOLDADA PM T. GOMES.                

A Secretaria de Segurança Pública criticou a conduta do cantor e vai tomar ”providências judiciais”. ”A SSP entende que levantar e instigar uma disputa de poderes em um evento público, inclusive desqualificando a centenária e respeitosa Polícia Militar não são condutas esperadas de um artista e membro do legislativo. Ressalta ainda que o fato está sendo avaliado e que, caso se configure desacato, a SSP tomará as providências judiciais cabíveis”, diz a nota.

CONTINUE LENDO

28 Setembro 2017 - 00:48

Suspeito de matar motorista do Uber foi preso após sofrer acidente em Feira de Santana

Foto: Divulgação | Polícia Civil

O suspeito de matar Valdir Cerqueira de Almeida, que atuava como motorista do aplicativo Uber, em Feira de Santana, foi preso após sofrer um acidente de carro na BR-324, ser atendido em um hospital, fugir da unidade médica e só depois ter sido localizado pela polícia. Roberto de Souza Pinheiro, de 27 anos, foi preso na terça-feira (26), uma semana após o crime. De acordo com a Polícia Civil, ele cometeu o crime e abandonou o corpo da vítima nas imediações do bairro Aviário. A faca usada por ele foi apreendida pelos policiais ainda no interior do carro. Depois de cometer o crime, Roberto sofreu um acidente de carro na BR-324 e foi socorrido para um hospital, de onde escapou. Um agente da Polícia Rodoviária Federal informou à Polícia Civil sobre o acidente, que envolveu um carro com as mesmas características do carro de Valdir, e conseguiu uma fotografia de Roberto no hospital. Com a imagem, os investigadores da Polícia Civil localizaram o suspeito no bairro Aviário. Ele foi levado para a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) e confessou o crime. Roberto teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e foi transferido para o Presídio Regional de Feira de Santana. Valdir foi encontrado com perfurações no pescoço, tórax, braço, mão e rosto e identificado por familiares na quinta-feira (21). A assessoria do aplicativo Uber informou que o motorista já não realizava viagens pelo aplicativo há algum meses e não estava trabalhando no momento do crime. O Uber não informou há quanto tempo o motorista não utilizava o aplicativo.

26 Setembro 2017 - 08:45

Maracás: Jovens de 19 e 23 anos foram presas pela Polícia Militar com maconha e crack

Foto: Divulgação | Polícia Militar

Duas jovens de 19 e 23 anos foram presas em Maracás, por policiais militares da 93° CIPM, sob suspeita de tráfico de entorpecente. De acordo com informações divulgadas pela Polícia Militar, a guarnição em ronda pelo bairro Maracaizinho teria avistado uma jovem saindo de uma casa na Avenida Castro Alves, cujo local é usado como ponto de comercialização de entorpecente. A PM informou anda que, prontamente, foi realizada abordagem e que no bolso da jaqueta de outra jovem, que também estaria no local, foi encontrada determinada quantidade de substância análoga a maconha e que a droga seria entregue a uma terceira pessoa, de dados ignorados. Após busca pessoal, nas jovens, Jamile da Silva Pires dos Santos, 23, e Ana Paula Lima dos Santos, 19, os policiais deslocaram-se até a casa de Jamile, onde foi encontrada quantidade maior da mesma droga. Indagada, Ana Paula revelou que mais drogas estariam em outro local, também visitado pela guarnição onde foi encontrada substância análoga a crack, que estaria guardada a pedido de Jamile. As suspeitas foram detidas com 417.5 gramas de maconha, 103.5 gramas de crack, balança de precisão, além de um aparelho celular. Jamile e Ana Paula foram apresentadas com o material na central de flagrantes da 9ª Coorpin, em Jaguaquara.

25 Setembro 2017 - 12:22

PRF apreende R$ 700 mil em dinheiro com passageiro de ônibus na BR-116, em Vitória da Conquista

Foto: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu na tarde de domingo (24) R$ 700 mil reais em dinheiro que estavam em posse de um passageiro de um ônibus que seguia de São Paulo/SP com destino Natal/RN. O flagrante ocorreu por volta das 14h quando os policiais abordaram o veículo no KM 830 da BR 116, no trecho de Vitória da Conquista/BA. Durante a fiscalização no compartimento de bagagens, os PRFs encontraram no interior de uma mala grande quantidade de dinheiro. O dono da mala foi identificado e, ao ser questionado, informou que o dinheiro somava, ao todo, R$ 350 mil e era proveniente da venda de ponto de táxi de sua propriedade. No entanto, ao conferir o numerário, os policiais verificaram que na verdade a quantia somava R$ 700 mil. Questionado novamente, o homem não mencionou sobre a quantia encontrada e foi levado com o dinheiro para a Delegacia de polícia em Vitória da Conquista.

23 Setembro 2017 - 22:50

Feira de Santana: Homens com submetralhadoras, espingarda calibre 12 e uma pistola são presos

Foto: Divulgação | SSP-BA

Quatro homens suspeitos de tráfico de drogas foram presos e um adolescente apreendido na sexta-feira (22), em Feira de Santana. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), com o grupo a polícia apreendeu três submetralhadoras, uma espingarda calibre 12 e uma pistola 380. Segundo a SSP, os suspeitos presos foram identificados como Ronildo dos Santos de Souza, 48 anos, Willians Dantas da Nobrega, 34 anos, Gleidson Bruno Sales Moura, 22 anos e Lucas Machado da Silva 22 anos. Com o grupo, os policiais das Rondas Especiais (Rondesp) Leste encontraram ainda drogas como maconha, crack e cocaína, dois coletes balísticos, oito celulares, uma balança e R$ 490 reais. De acordo com o major Átila do Carmo, comandante da Rondesp/Leste, durante patrulhamento pelo bairro Expansão do Feira IX, uma equipe avistou um grupo em atitude suspeita. ”Um dos traficantes correu e entrou numa casa, fizemos a abordagem e encontramos o armamento em cima do telhado, e outras duas submetralhadoras e uma espingarda calibre 12 enterradas no quintal”, explicou o major. Ainda segundo o comandante, no fundo da residência, em um terreno baldio, foram encontrados três chassis de motocicletas, provavelmente produto de roubo, além de um pé de maconha plantado em um balde. Todo o material e os indivíduos foram conduzidos até o Plantão Central de Delegacias no Sobradinho, em Feira de Santana.

23 Setembro 2017 - 22:09

Grupo armado invade fazenda que seria do ex-ministro Geddel Vieira Lima em Potiraguá

Foto: Patrick Cassiano | Bahia Verdade

Um grupo com cerca de 25 homens armados invadiu durante a madrugada deste sábado (23) uma fazenda na cidade de Potiraguá, no sul da Bahia. De acordo com informações do G1, a Polícia Civil aponta que o terreno pertence ao ex-ministro Geddel Vieira Lima e ao seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima. O caso foi registrado na delegacia de Itapetinga. Segundo o delegado Antônio Roberto Gomes da Silva Júnior, coordenador da Polícia Civil na cidade, os invasores diziam ser índios. ”Eles fizeram os funcionários reféns durante toda a madrugada e, no início da manhã, libertaram todo mundo”, disse o delegado em entrevista ao G1. Ele acrescentou que integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem terra (MST) e do Movimento de Luta Pela Terra (MLT) também participaram da invasão.

21 Setembro 2017 - 12:54

Operação Inflet: Polícia Federal mira esquema liderado por ex-prefeita de Apuarema e filho

Foto: Blog Marcos Frahm

A Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União deflagraram nesta quinta-feira (21) a Operação Inflet, que apura a atuação ilícita da ex-prefeita de Apuarema, Lene Ribeiro; do seu filho, Iago Novaes, ex-secretário de Administração da cidade; ex-servidores e servidores da prefeitura do Médio Rio de Contas. O grupo é investigado pelo desvio de recursos federais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). De acordo com as apurações, diversos servidores municipais eram contratados formalmente por salários muito superiores ao que seria pago pela atividade desempenhada. Os valores eram depositados nas contas de outros servidores previamente aliciados, que eram responsáveis por sacar o dinheiro e repassá-lo à ex-prefeita ou a outros integrantes do esquema. A maior parte do dinheiro referente à remuneração era apropriada ilicitamente pelos investigados, e somente pequena parte era efetivamente repassada ao servidor, em espécie. De acordo com a PF, as remunerações desviadas chegavam a ser infladas em até oito vezes o valor que deveria ser efetivamente pago. O esquema teve a ajuda da então supervisora de Educação e da ex-Chefe do Setor de Acompanhamento de Programas de Assistência ao Estudante. São cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e 14 de condução coercitiva, todos na cidade de Apuarema, há poucos quilômetros de Jaguaquara. Os investigados responderão pelo crime de apropriação indébita, mas podem ser indiciados em outros crimes após a conclusão das investigações. O nome da operação, Inflet, é um termo em latim que significa inchar, inflacionar, em menção ao procedimento usado para o desvio das verbas públicas. As informações são do site Bahia Notícias

20 Setembro 2017 - 17:41

Polícia Civil faz operação contra falsificação de cigarros e prende cantor sertanejo no Paraná

Foto: Leopoldo Karan/RPC

O cantor sertanejo Rafael Francisco Frare de Siqueira, da dupla Fábio e Rafael, foi preso na manhã desta quarta-feira (20) pela Polícia Civil em uma operação contra falsificação de cigarros. Ele foi detido em um prédio de luxo em Londrina, no norte do Paraná. O ônibus da dupla foi apreendido durante a operação. As informações são do G1. Os crimes investigados na operação são organização criminosa, lavagem de dinheiro e crimes contra a saúde pública. De acordo com a polícia, até as 12h, 13 pessoas foram presas; outras três são procuradas. O advogado Fernando Buono, que representa Rafael, disse que não vai se manifestar até ter acesso aos autos. Ao todo, 35 mandados judiciais estão sendo cumpridos em cidades do Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Bahia. Do total de ordens judiciais, 16 são de prisão e 19 são de busca e apreensão. A ação foi batizada de ”Operação Sem Filtro”. A Polícia Civil pediu o sequestro de R$ R$ 6,5 milhões dos bens do suspeito de chefiar a quadrilha e de 19 veículos utilizados pela organização criminosa. A Justiça determinou o bloqueio de seis contas bancárias, sendo duas delas pertencentes a empresas, ainda de acordo com a Polícia Civil. Entre os locais onde estão sendo cumpridos os mandados de busca e apreensão estão duas fábricas de cigarro, gráficas, residência dos investigados e uma empresa utilizada para lavagem de dinheiro.  Rafael Frare e João Vitor Soares, que usa o nome artístico de Fábio, formam a dupla Fábio e Rafael. Eles começaram a carreira em Londrina e ganharam notoriedade com as músicas ”Soldado”, ”Mão Boba”, ”Vírgulas” e ”Depois dos 50”. As canções fazem parte do projeto de lançamento da dupla.

19 Setembro 2017 - 18:00

Bahia: Mulher é presa após exibir revólver nas redes sociais

Foto: Divulgação | Polícia Civil


Uma mulher foi presa com uma arma de fogo em Santo Antônio de Jesus. De acordo com a polícia, após divulgação de foto com arma de fogo nas redes sociais, Natália Oliveira Araújo, conhecida como Nati Perigosa, 23 anos, foi presa em sua residência no Loteamento Recanto dos Prazeres no bairro Cajueiro, por volta das 10h desta terça-feira (19). Ainda segundo a polícia, a acusada estava com um revólver calibre 38 com quatro munições intactas. 

19 Setembro 2017 - 17:00

Aracatu: PF apreende arma com secretário e R$ 50 mil em espécie em operação

Foto: Divulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal apreendeu o valor de R$ 50 mil em espécie na operação Chronos, que investiga fraude em contrato com uma empresa responsável por limpeza e manutenção de prédios públicos da prefeitura de Aracatu, sudoeste da Bahia, nesta terça-feira (19). Também foi apreendida uma arma com o secretário de Administração de Aracatu, que foi preso em flagrante e solto após pagamento de fiança. A informação foi confirmada ao G1 pelo delegado da Polícia Federal em Vitória da Conquista, Rodrigo Colbe. Os secretários de Finanças e o de Administração, que não tiveram os nomes divulgados, e o prefeito de Aracatu, Sérgio Silveira Maia, foram afastados das funções por tempo indefinido, nesta terça-feira, por decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, de acordo com a PF. O afastamento ocorreu por pedido da PF, por conta da prática reiterada da fraude. O montante de R$ 50 mil apreendido foi localizado em uma casa lotérica, na casa do secretário de Finanças de Aracatu e de um empresário. Também foram apreendidos celular, HDs e documentos relacionamentos a pagamentos e licitação. Segundo a investigação, a fraude no processo licitatório ocorreu entre os anos de 2014 e 2017. Além da cidade de Aracatu, a mesma empresa também foi contratada de maneira fraudulenta pela Palmas de Monte Alto, onde foi deflagrada também nesta terça a operação Syagrus.

19 Setembro 2017 - 11:26

PF deflagra operação em Aracatu e outras cidades da região Sudoeste

Foto: Reprodução | Whatsapp

A Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União deflagram nesta terça-feira, 19, duas operações simultâneas, batizadas Chronos e Syagrus, com o objetivo de dar cumprimento a 15 mandados de busca e apreensão, dez mandados de condução coercitiva e oito de medidas cautelares diversas nas cidades de Palmas de Monte Alto, Aracatu, Riacho de Santana e Botuporã, todas na Bahia. As duas operações são decorrentes de Inquéritos Policiais instaurados na Delegacia de Polícia Federal de Vitória da Conquista para apurar fraudes nos processos licitatórios e na execução de contratos de prestação de serviços de limpeza, asseio e conservação diária nas dependências de prédios pertencentes aos municípios de Aracatu e de Palmas de Monte Alto entre os anos de 2014 e 2017. As investigações detectaram que a mesma empresa – vencedora das licitações nos dois municípios – era de “fachada” e que muitos dos empregados contratados seriam “fantasmas” ou prestariam serviços em estabelecimentos já totalmente desativados, a exemplo de dezenas de escolas. Os valores recebidos pela empresa eram repassados a servidores municipais ligados ao ex-prefeito de Palmas de Monte Alto ou a familiares do atual prefeito de Aracatu, que utilizavam apenas parte do dinheiro para remunerar pessoas da zona rural ou adolescentes para a execução do objeto do contrato, sendo o restante apropriado indevidamente. Foram afastados das funções públicas, dentre outros, os atuais prefeito e secretário de Administração e Finanças de Aracatu e servidores públicos de Palmas de Monte Alto. Foi apurado que entre abril de 2014 e maio de 2016, a Prefeitura de Palmas de Monte Alto repassou à empresa a quantia total de R$ 652.297,20 (seiscentos e cinquenta e dois mil, duzentos e noventa e sete reais e vinte centavos). Já a Prefeitura de Aracatu, desde a celebração do contrato, em 2015, até a presente data repassou a quantia de R$ 4.064.217,25 (quatro milhões, sessenta e quatro mil, duzentos e dezessete reais e vinte e cinco centavos), dos quais, em razão das fraudes constatadas, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou o bloqueio de R$3.192.388,27 (três milhões, cento e noventa e dois mil, trezentos e oitenta e oito reais e vinte e sete centavos). Quanto aos nomes das operações, SYAGRUS é uma referência à palmeira catolé, abundante na época de fundação do município de Palmas de Monte Alto. CHRONOS é referência à Deusa do Tempo, já que a origem do nome Aracatu é “tempo bom, tempo firme”.

 

15 Setembro 2017 - 18:06

Polícia Federal apreende na casa da mãe de Geddel documento sobre compra de avião

Foto: Reprodução

A Polícia Federal (PF) apreendeu na casa da mãe do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) um envelope com a inscrição ”compra de avião”, anotações sobre abastecimento de uma aeronave, registros sobre compra e venda de gado e atas de reuniões da Caixa Econômica Federal. A Justiça Federal em Brasília autorizou a PF a fazer uma busca no apartamento de Marluce Vieira Lima, em Salvador, no mesmo dia em que determinou a prisão de Geddel, na sexta-feira (8). O ex-ministro e um aliado seu, o advogado e ex-diretor da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Ferraz, estão presos preventivamente desde a descoberta de suas digitais em parte do dinheiro apreendido num bunker na capital baiana. A PF encontrou R$ 51 milhões num apartamento ligado a Geddel e ao irmão dele, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), naquela que é considerada a maior apreensão de dinheiro vivo da História do país. ”Há grande probabilidade de que no apartamento da mãe de Geddel Vieira possa existir alguma prova documental relacionada com a apreensão dos R$ 50 milhões, mesmo porque, como esclarece a autoridade policial federal, residem no mesmo prédio, o que constitui um facilitador para que elementos probatórios estejam lá escondidos”, explicou o juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara Federal em Brasília. A análise do material apreendido ainda deve demorar, em razão do deslocamento do processo para o Supremo Tribunal Federal (STF). Diante dos indícios de lavagem de dinheiro por parte do deputado Lúcio, que tem foro privilegiado, o caso foi remetido por Vallisney para análise do Supremo, conforme O Globo.

14 Setembro 2017 - 12:17

Gabinete de Lúcio Vieira Lima em Brasília é alvo da PF

Foto: Patrick Cassiano | Bahia Verdade

Na manhã desta quinta-feira (14), a Polícia Federal (PF) cumpre mandados no gabinete do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), na Câmara dos Deputados, em Brasília. O irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima foi vinculado à Operação Tesouro Perdido, que encontrou um bunker de R$ 51 milhões, ligado a Geddel, em um apartamento na capital baiana. O imóvel foi cedido ao parlamentar pelo empresário Silvio Silveira. O deputado não tem aparecido na Câmara desde a apreensão do dinheiro, segundo a coluna Expresso, da revista Época. A situação de Lúcio piorou na quarta-feira (13). Por indícios de que mantém elos com o apartamento onde a dinheirama foi encontrada, a Justiça remeteu a investigação para o Supremo Tribunal Federal (STF). Lúcio tem prerrogativa de foro privilegiado. Assim como a Polícia Federal, o juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal, em Brasília, que remeteu o processo ao STF, vê indício de lavagem de dinheiro por parte do deputado. “Não se pode excluir de plano a participação de Lúcio Vieira Lima no ilícito de lavagem de dinheiro, e considerando o encontro fortuito de indícios acerca do local utilizado para a guarda de dinheiro em espécie que apontam para eventual ligação com o parlamentar, parece-nos mais adequado, neste momento, a remessa dos autos à Egrégia Corte para apreciação de sua competência para investigar", diz trecho da decisão do juiz.