BUSCA PELA CATEGORIA "Polícia"

28 Dezembro 2017 - 08:30

Operação policial prende cinco suspeitos com armas e drogas no oeste da Bahia

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma operação das polícias Civil e Militar contra o tráfico de drogas, na cidade de Santa Rita de Cássia, no oeste da Bahia, prendeu cinco homens na manhã de quarta-feira (27) com armas e drogas. Os suspeitos foram identificados como Geneci Corado Cardoso, Rodrigo de Oliveira Brito, Ueslei Aslei Bueno dos Reis, Eriston Teixeira de Araújo Dia Jr. e Carlos Alexandre Monteiro de Lima. Com o bando foram apreendidos aproximadamente 1,3 kg de maconha, 400 gramas de cocaína, dois revólveres calibre 38, três espingardas, munições diversas e duas balanças de precisão. O material e o quinteto foram levados para a delegacia do município. Geneci e Rodrigo foram autuados por porte ilegal de arma de fogo. Ueslei foi acusado de tráfico e posse ilegal de arma. Já Eriston e Carlos vão responder por comércio de entorpecentes. 

21 Dezembro 2017 - 18:37

Polícia apreende 500 kg de maconha, 2 fuzis, mais de mil munições e explosivos

Foto: Divulgação | SSPBA

Uma ação policial para recuperar um carro roubado, realizada na quarta-feira (20), na localidade de Catu de Abrantes, na cidade de Camaçari, região metropolitana de Salvador, terminou com uma das maiores apreensões de drogas e explosivos deste ano na Bahia, segundo informações da Secretaria da Segurança Pública do estado (SSP-BA). De acordo com a SSP, foram apreendidas mais de meia tonelada de drogas - sendo a maioria maconha -, dois fuzis, mais de mil munições, 16 kg de explosivos, uma balança de precisão, cinco brucutus (máscaras) e medicamentos, além do carro roubado.

Polícia apreende 500 kg de maconha, 2 fuzis, mais de mil munições e explosivos

Foto: Divulgação | SSPBA

O material foi apresentado durante uma coletiva de imprensa, no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), na capital baiana, nesta quinta-feira (21). A apreensão foi realizada por agentes da 59ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), que seguiam a localização de um carro que havia sido roubado na região, no dia 16 de dezembro. Segundo o comandante da companhia, major Antonio Jorge de Oliveira Paraíso, o GPS do veículo levou os policiais até um sítio, na zona rural, onde o material foi apreendido. Conforme o major, parte das drogas e os dois fuzis estavam enterrados no terreno do sítio. Já o restante do material apreendido estava escondido no imóvel. Nenhum suspeito foi encontrado no imóvel. O material foi encaminhado para a Delegacia de Abrantes e, em seguida, encaminhado para a sede do Draco.

Polícia apreende 500 kg de maconha, 2 fuzis, mais de mil munições e explosivos

Foto: Divulgação | SSPBA

19 Dezembro 2017 - 10:56

Operação desarticula quadrilha interestadual de assaltos a bancos

Foto: Divulgação SSP

A Força Tarefa da Secretaria da Segurança Pública da Bahia integrou a ação que desarticulou uma das maiores quadrilhas de assalto a grande valores - agências bancárias, carros-fortes e mineradoras - do país, na madrugada de domingo (17), na cidade de Montes Claros, Minas Gerais. Com o grupo, apontado como remanescente da quadrilha que tentou assaltar a agência do Banco do Brasil em Bom Jesus da Lapa, ação em que dois PMs foram mortos, foram encontrados cinco fuzis, sendo um calibre .50, duas pistolas Cal 9mm e farta munição de calibres .50, 7,62mm, 7,62 curto e 9 mm, além de aproximadamente 20kg de explosivos A operação conjunta é resultado do compartilhamento de informações da SSP da Bahia, através  da Força Tarefa, das polícias de Minas Gerais e  Goiás, da Polícia Federal (BA e DF), da Secretaria de Administração Penitenciária do Paraná e da Polícia Civil do Estado de Sergipe. De acordo com o coordenador da Força Tarefa da SSP, major Marcelo Barreto, a quadrilha, que foi interceptada em Montes Claros, planejava uma nova ação criminosa contra um carro forte, esta semana. O crime seria executado no município mineiro onde foram localizados. " Graças ao trabalho conjunto nos adiantamos e eles reagiram a ação", conta o major. Jean Carlos de Barros Dantas, Bereberê e Aldenir Quirino de Sá, conhecido como Galeguinho de Senhora, morreram em confronto com o Batalhão de Operações Policiais Especiais da PM de MG. Já Naelbe Bezerra, seu irmão Jeu Julio da Silva  e Yago Nunes de Souza foram presos. Ainda segundo Barreto, Bereberê era irmão de Carlos Jardiel de Barros Dantas, líder da quadrilha e morto em confronto com  a polícia de Goiás, em maio deste ano, em outra operação conjunta em parcerias com polícias do Nordeste, inclusive, a da Bahia. Após esse desfalque, Bereberê assumiu a organização criminosa e continuou com os ataques às instituições financeiras com o restante da quadrilha. Com a operação deste domingo, sobe para 13 os fuzis apreendidos com a quadrilha que, além da ação em Bom Jesus da Lapa, também é responsável por assaltos a bancos e carros de valores em Unaí e Grão Mongol, em Minas Gerais, dentre outros municípios da Bahia e de Goiás.

18 Dezembro 2017 - 11:22

Dupla em moto assalta proprietário de distribuidora de bebidas em Livramento

Foto: Patrick Cassiano | Bahia Verdade

O proprietário de uma distribuidora de bebidas localizada na Avenida Presidente Vargas em Livramento de Nossa Senhora, foi vitima de um assalto na manhã desta segunda feira (18). De acordo com informações apuradas pelo Bahia Verdade, dois homem em uma moto um deles portando arma de fogo, teria rendido a vitima na saída de sua residência quando o mesmo se dirigia para o trabalho. Na ação os bandidos teriam levado uma bolsa contendo uma quantidade em dinheiro, cheques e a chave do veiculo modelo Hillux. A Polícia Militar foi acionada e realiza rondas na tentativa de encontrar os suspeitos. Já a vitima foi encaminhada a Delegacia de Polícia para realizar o boletim de ocorrência.

13 Dezembro 2017 - 23:35

Bahia: Integrante de quadrilha que participou de ação em Olindina é encontrado

Foto: Alberto Maraux

Integrante da quadrilha que tentou assaltar o banco do município de Olindina, na manhã de ontem (12), Silvestre Santos Viana, 24 anos, foi apresentado na tarde desta quarta-feira (13), no Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Ele foi encontrado no meio da mata por equipes especializadas da Polícia Militar após horas de perseguição. Com a prisão dele, sobe para seis o número de participantes do crime localizados. Os outros cinco morreram em confronto, dentre eles, Alexandre Bento Ramos e Clodoaldo Rocha Santos, detento que fugiu em janeiro da Cadeia Pública de Salvador. Unido ao restante do grupo, Silvestre iniciou o roubo a uma agência bancária de Olindina, mas equipes do Pelotão do município, que integra a 6ª Companhia Independente da PM, impediram a ação, havendo o primeiro confronto. De acordo com o comandante de Policiamento Especializado, coronel Humberto Sturaro, após a primeira troca de tiros, as unidades especializadas foram acionadas, dando início à perseguição. “Eles fugiram inicialmente de carro, depois abandonaram o veículo e entraram na mata. Foram muitas horas de perseguição a pé e com o auxílio de um helicóptero do Graer. Eles se dividiram, mas não se entregaram e resistiram até o fim”, explicou. Ainda segundo o coronel, houve vários confrontos na mata com as unidades das companhias Independentes de Policiamento Especializado Nordeste e Litoral Norte. Com o grupo foram encontrados um fuzil airsoft, cinco revólveres, munições, cinco coletes balísticos, uma banana de dinamite e máscaras. Todo o material foi apresentado na Delegacia de Olindina, no mesmo dia da apreensão. De acordo com o diretor do Draco, delegado Marcelo Sansão, o sítio onde a quadrilha se reunia antes de tentar cometer o assalto se trata de um imóvel alugado e a participação do proprietário do espaço será investigada. Disse ainda que buscas pelo sétimo participante do crime continuam.

13 Dezembro 2017 - 08:45

Operação contra desvio de recursos públicos mira dois deputados nesta quarta-feira

Foto: Reprodução/Agência Brasil

Uma ação da Polícia Federal (PF) foi deflagrada, na manhã desta quarta-feira (13), contra dois deputados federais. A operação, intitulada Ápia, foi solicitada pela Procuradoria Geral da República (PGR) e recebeu o aval do Supremo Tribunal Federal (STF). Ela investiga o desvio de recursos públicos direcionados a obras de terraplanagem e pavimentação no Tocantins. Os alvos são Dulce Miranda (PMDB-TO), esposa do governador de Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB-TO), e Carlos Henrique Gaguim (Podemos-TO). De acordo com a PF, os contratos sob suspeita ultrapassaram R$ 850 milhões. Desde o início do dia, os agentes estão nos gabinetes e apartamentos funcionais dos deputados.

07 Dezembro 2017 - 18:13

'Bahia Integrada' apreende R$ 1,8 milhão em Ribeira do Pombal

Foto: Divulgação

Com o objetivo de cumprir sete mandados prisão e 21 de busca e apreensão, foi deflagrada na manha desta quinta-feira (7), a operação 'Bahia Integrada', com a participação da 25a Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe/Nordeste), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Ministério Público. Além das prisões, a ação apreendeu R$ 1,8 milhão com os acusados, entre cheques, notas promissórias e cédulas, quatro carros e uma moto De acordo com o delegado Paulo Jazon, da 25a Coorpin, a investigação durou cerca de quatro meses, e “os presos são membros de uma facção criminosa que atua na cidade, e que tem ramificações em diversos municípios do estado. Além de assaltos e tráfico de drogas, o grupo ainda é acusada de diversos homicídios de membros de facções rivais”, disse Jazon. Além de cumprir todos os mandados, a operação conjunta prendeu um homem em flagrante pelos crimes de adulteração de veículo e receptação. Os presos são Cícero de Santana, o Júnior Capeta, José Marcos, o Marquinho de Pombalzinho, Adeildo Alves, o Morcegão, Alexssandro Santos, o Sandro do Cego, Marcelo Rocha, Antônio Carvalho, Tiago Conceição e Ednaldo Gama, o Naldinho. “Vamos continuar com esse trabalho integrado com as outras polícias, combatendo o tráfico de drogas e tirando os homicidas de circulação”, Afirmou o major Welligton Morais, comandante da Cipe/Nordeste.

06 Dezembro 2017 - 18:51

Homem é preso suspeito de matar mulher a tiros enquanto ela dormia

Foto: Divulgação | Polícia Civil

Uma mulher de 26 anos foi morta a tiros dentro de casa na cidade de Itamaraju, região sul da Bahia, e, segundo a polícia, o suspeito do crime é o marido dela Wilson de Jesus Silva, que foi preso em flagrante no final da tarde de terça (5). Edinalva Barbosa dos Santos foi enterrada na manhã desta quarta (6). De acordo com a polícia, a vítima foi assassinada com diversos tiros na cabeça na noite de segunda (4), enquanto dormia. Na residência do casal, a polícia encontrou duas espingardas, que podem ter sido usadas no crime. As investigações começaram e quatro pessoas já foram ouvidas. O suspeito está na delegacia de Itamaraju e deve ser transferido para o Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, quando o flagrante for concluído. Edinalva deixa três filhos de outro relacionamento.

06 Dezembro 2017 - 12:34

Ipupiara: Em carro apreendido com placa de SP polícia localiza explosivos

Foto: Divulgação SSP

Dois veículos com placa do estado de São Paulo abandonados em uma estrada vicinal, no município de Ipupiara, chamaram a atenção de policiais da 29ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Seabra) e da Companhia Independente de Policiamento Especializada (Cipe) Chapada. Dentro de um deles, na manhã de domingo (3), as guarnições encontraram explosivos e assessórios usados por quadrilhas especializadas em roubo a banco. Foram encontrados nos veículos modelos Corsa GSL, cor verde, placa BYN 6543, e Fiat Ideia, cor prata, placa CYX 6469, ambos roubados, quase três explosivos, 25 metros de cordão detonantes, estopim e detonadores. De acordo com o comandante da 29ª CIPM, capitão PM Nelson Normando Júnior, o material deveria ser utilizado em ataques a bancos na região. “Estamos com policiamento noturno reforçado para prevenir qualquer ato criminoso no município”, garantiu. O material foi encaminhado para a Delegacia Territorial (DT/Seabra) que investigará a origem.

05 Dezembro 2017 - 23:04

Operação conjunta prende 18 ladrões de gado nos municípios de Malhada e Carinhanha

Foto: Divulgação SSP

Dezoito pessoas foram capturadas, na manhã desta terça-feira (5), durante a operação 'Boi Branco', executada conjuntamente pelas polícias Civil e Militar nos municípios de Malhada e Carinhanha. Todos são acusados de furto de gado em Carinhanha, na região do Vale do São Francisco. Jocivaldo Ferreira dos Santos, o 'Joca', Euder Ribeiro da Silva, o 'Dinho', e Maurício Moraes Ribeiro, estes dois últimos envolvidos em assaltos a bancos no interior do estado, foram presos preventivamente. A polícia, que também apreendeu quatro motos com suspeita de adulteração, uma espingarda calibre 32 e uma pequena quantidade de droga, cumpriu ainda mandados de prisão temporária contra Rafael Raimundo Ferreira de Macedo, o 'Dão de Cola', Sérgio Evangelista Sales, Lucas dos Santos Martins, José Cardoso da Silva, o 'Zezinho', Marcos Batista, Amós da Rocha Ribeiro, o 'Amós de Marcelo', Cleicimário Coelho Nascimento, o 'Cacá', Josafá Saraiva Primo, o 'Lu do Mercadinho Avistão', Neuraci Pereira dos Santos, Paulo César Gonçalves de Souza, o 'Cezinha', Agnaldo Silva Moreira, o 'Dal', Etelvir de Jesus Brito e Vitorino Amaral de Brito, o 'Zinho'. Os criminosos integravam vários bandos investigados desde 2014, segundo revelou o coordenador da 22ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Guanambi), delegado Clécio Magalhães. “Eles estão ligados a mais de 30 ocorrências de furto de gado. Entravam nas propriedades rurais e levavam os animais, fato percebido, muitas vezes, somente dias depois”, explicou. A 22ª Coorpin apura a participação de receptadores, dentre eles a de Francisco Pereira Barros, o 'Chico do Açougue', já preso. Ele adquiria os animais, os matava e revendia a carne. Além desta unidade policial, participaram da operação 'Boi Branco': a Delegacia Territorial de Carinhanha, a Rondesp, o 17º Batalhão de Polícia Militar (Guanambi) e a Companhia Independente de Policiamento Especializado (Sudoeste).

05 Dezembro 2017 - 22:57

Ex-vereadora de Jequié é suspeita de desviar recursos com funcionários fantasmas

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal cumpriu mandados nas cidades de Jequié e Jaguaquara, além de Salvador, na manhã desta terça-feira (5). A operação visa combater crimes de desvio de recursos públicos destinados à área da educação. Cinquenta e oito policiais federais e seis auditores da Controladoria Geral da União cumprem 23 mandados de condução coercitiva, 18 de busca e apreensão e cinco mandados de medidas cautelares nos três municípios. Entre os alvos da operação está uma ex-vereadora de Jequié, que desviava recursos por meio de um suposto fornecimento de funcionários terceirizados fantasmas, segundo a PF. Entre esses funcionários, que deveriam atuar na Secretaria de Educação do Município, estavam dois sobrinhos da vereadora que não residiam na cidade. O nome da ex-vereadora não foi revelado pela Polícia Federal. A PF constatou também que a mesma vereadora pagou salário a, pelo menos, 35 funcionários que nunca atuaram nas escolas que teriam sido designados. De acordo com o levantamento feito durante as investigações, a empresa terceirizada recebeu do município de Jequié, entre 2013 e 2017, cerca de R$ 63 milhões. Deste total, R$ 7 milhões já foram identificados como recursos federais, especificamente de Precatórios do Fundef recebido pelo município. A PF estima um prejuízo aos cofres públicos de mais de R$ 1,5 milhão. A Justiça Federal de Jequié determinou o afastamento das funções públicas dos investigados, assim como a proibição da empresa ou seus sócios de contratarem ou renovarem qualquer contrato com o poder público. Os envolvidos responderão pelos crimes de peculato, fraude à licitação, associação criminosa e falsidade ideológica. A operação foi batizada como Melinoe, em referência a deusa dos fantasmas na mitologia grega.
 

29 Novembro 2017 - 18:53

Barra da Estiva: preso homem acusado de atirar em criança de 6 anos

Foto: Divulgação | Polícia Civil

Após várias diligências efetuadas na quarta-feira, 28, pelas Polícias Civil e Militar com a finalidade de prendê-lo, apresentou-se hoje na Delegacia de Polícia de Barra da Estiva o nacional Guilherme Souza dos Santos, vulgo "Gordinho", brasileiro, de 19 anos, ocasião em que foi dado cumprimento a um mandado de prisão preventiva em seu desfavor. O Delegado Marco Antônio Torres foi quem presidiu o Inquérito Policial e representou pela decretação da prisão preventiva de Guilherme, em razão do referido ser acusado de ter atingido a tiros uma menina de 6 anos de idade e agredido brutalmente a avó da garota, fato ocorrido no dia 10/06/2017, por volta das 05:00 horas, no Bairro das Nações, em Barra da Estiva/BA. O fato ocorrera após Guilherme, juntamente com mais dois comparsas, terem se desentendido com o pai da criança durante os festejos juninos deste ano. A criança foi atingida no abdômen e o projétil ficou alojado em seu fêmur, sendo que sua avó paterna fora barbaramente agredida à coronhadas por Guardinho. O pai da criança conseguiu fugir e nao foi atingido pelos tiros deflagrados por Guilherme. Ambos os comparsas de Guilherme acabaram morrendo depois da prática do referido crime. Um deles foi assassinado pelo avô paterno da criança baleada e o outro meliante morreu em confronto com uma guarnição da CIPE Sudoeste. Guilherme permanecerá custodiado na carceragem da DT de Barra da Estiva à disposição da Justiça.

 

29 Novembro 2017 - 13:44

Operação Gelo desarticula esquema de comércio irregular de cerveja na Bahia e Espírito Santo

Foto: Divulgação

Uma operação para desarticular um esquema de sonegação fiscal a partir do comércio irregular de cervejas foi deflagrada na manhã de hoje, dia 29, pelos Ministérios Públicos do Estado da Bahia e do Espírito Santo, por meio dos Grupos de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO/BA e GAECO Norte/ES), durante a Operação Gelo. Estão sendo cumpridos em cinco municípios dos dois estados 23 mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão e 15 mandados de condução coercitiva expedidos pela 3ª Vara Criminal de Linhares a pedido do MPES. Na Bahia, a operação acontece em Itagimirim e Teixeira de Freitas, com a participação de cinco promotores de Justiça e 26 policiais do Estado. Participam da operação a Secretaria de Estado da Fazenda do Espírito Santo (Sefaz-ES), o Núcleo de Inteligência da Assessoria Militar ao MPES (NI-AMMP), o 12º Batalhão da Polícia Militar do Espírito Santo e a Polícia Militar do Estado da Bahia, por meio da Companhia de Ações Especiais da Mata Atlântica (Caema). 

29 Novembro 2017 - 11:28

PF acusa Geddel e o irmão de lavagem de dinheiro e associação criminosa

(Foto: Patrick Cassiano | Bahia Verdade)

A Polícia Federal (PF) enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) relatório de investigação no qual acusa o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o irmão dele, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), dos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa. A investigação está relacionada com a apreensão dos R$ 51 milhões pela PF em um apartamento em Salvador. No relatório, enviado ao ministro Edson Fachin, relator do inquérito, a Polícia Federal afirma que a família Vieira Lima usou subterfúgios para receber, transportar e armazenar os valores. Para a PF, a defesa não conseguiu justificar a origem do dinheiro apreendido. A mãe de Geddel e um ex-assessor do deputado, Job Brandão, são acusados dos mesmos crimes. “Ao largo dessas razões, passados quase três meses da apreensão da quantia milionária em espécie, não foi apresentada qualquer documentação que viesse dar um mínimo de suporte aos valores apreendidos”, diz o relatório. Para investigar o suposto crime de corrupção, que pode revelar a origem dos R$ 51 milhões, a PF solicitou ao ministro a abertura de um novo inquérito.

23 Novembro 2017 - 13:22

PF mira atuação de pastores evangélicos em golpes milionários contra fiéis

Foto: Tânia Rêgo | Agência Brasil

A Polícia Federal identificou a participação de pastores evangélicos em golpes milionários que ocorreram contra pelo menos 25 mil pessoas em todo o país, incluindo fiéis de igrejas. A informação foi divulgada pelo jornalista Fausto Macedo, do Jornal Estado de S. Paulo. As investigações apontam a criação de narrativas para enganar as vítimas e tirar dinheiro delas. A Operação Ouro de Ofir foi deflagrada na terça-feira (21), contra grupo que prometia lucros estratosféricos às vítimas em negócios fictícios envolvendo ouro "do tempo do Império" e antigas "letras do Tesouro Nacional". Sidiney dos Anjos Peró, alvo de prisão temporária, é apontado com um dos líderes e responsável por arregimentar pastores com o fim de ludibriar e tirar dinheiro dos fiéis. Os fiéis pagavam pelo menos R$ 1 mil esperando grandes lucros que nunca chegavam. "A característica principal da fraude está em atingir a fé das pessoas e na sua crença em um enriquecimento rápido e legítimo, levando-as a crer, inclusive, que tal mecanismo seria um ?presente de Deus aos fiéis?, ou seja, trazendo a fé religiosa para o centro da fraude. A maneira mais prática de explicar isso talvez seja a crença de que contra a fé não há fatos nem argumentos. Muitas vítimas não estão interessadas em entender, pensar ou se informar – só estão interessadas em acreditar. E é exatamente neste ponto que a fraude tomou proporções inimagináveis e ganhou território nos mais diversos Estados da Federação", aponta o relatório do delegado Guilherme Guimarães Farias. Ainda segundo os investigadores, integrantes da organização criminosa usavam grupos no WhatsApp para ludibriar as vítimas e usavam frases como “vocês tem que acreditar”, “vocês foram os escolhidos“ e “aguardem que a benção virá” para estimular a participação das pessoas.